18/03/2022 às 16h46min - Atualizada em 19/03/2022 às 00h00min

Empresa do segmento funerário inova ao usar a tecnologia a favor do acolhimento

Projeção de uma orquestra nas paredes, holograma e a representação da urna funerária sendo levada ao céu buscam tentar amenizar a dor de quem perdeu um ente querido; canal no YouTube mostra como funciona um crematório humano

SALA DA NOTÍCIA Grupo Balo

Perder um ente querido pode ser um dos momentos mais difíceis da vida de uma pessoa. E os últimos momentos da despedida são os que acabam ficando marcados na memória. Com o objetivo de amenizar a dor dos enlutados, o Grupo Zelo, uma das maiores empresas do segmento funerário do país, construiu um Memorial em Belo Horizonte que em nada se parece com um local para velórios. O canal Vim te Mostrar, no YouTube, apresentado pelo jornalista Heberton Lopes, publicou um vídeo que mostra como a tecnologia pode ser uma aliada do acolhimento.

A reportagem aborda todo o processo realizado para a cremação no Cemitério e Crematório Parque da Colina, em Belo Horizonte, uma das necrópoles do Grupo Zelo. O jornalista Heberton Lopes destaca como ficou impactado com a forma com que a cerimônia de despedida é realizada pela empresa. “A minha intenção é mostrar o que acontece com uma pessoa falecida antes e após a cremação. Se nas reportagens anteriores seguimos até o momento em que o corpo vai para o velório, nesta matéria fomos além e abordamos aspectos técnicos e curiosidades sobre a cremação e algumas possibilidades de destinação das cinzas. Confesso que a gravação no Memorial me deixou emocionado”, conta o apresentador do canal Vim te Mostrar.

De acordo com o jornalista, a reportagem, que já tem mais de 270 mil visualizações, foi produzida como se fosse uma continuação dos vídeos postados anteriormente no canal Vim te Mostrar. “Publicamos diversas matérias sobre o universo funerário, acompanhamos a preparação de um corpo para o velório, visitamos um cemitério e crematório exclusivo para animais, mas ainda faltava mostrar como funciona um crematório humano. O Grupo Zelo abriu as portas para nós, indicou especialistas para explicar detalhadamente todo o processo e o resultado é um documento jornalístico repleto de informações e curiosidades que tem agradado o público e gerado grande audiência”, explica Heberton Lopes, que ficou impressionado com a tecnologia empregada na cerimônia de despedida.

Depois que o velório tradicional é realizado no Memorial do Grupo Zelo, os familiares e amigos das pessoas que serão cremadas podem vivenciar a experiência de ter o último momento com o ente querido na Sala de Despedida, que usa recursos tecnológicos para tentar amenizar a dor em momentos tão delicados. “Além de ficar impressionado com as projeções nas paredes, com a orquestra interpretando a canção ‘Segura a Mão de Deus’, e com os hologramas oferecendo mensagens de conforto, eu arrepiei no momento derradeiro, quando a urna funerária é elevada, numa alusão à entrada no céu. Acredito que seja um cenário mais leve do que estar numa necrópole”, opina Heberton Lopes.

Aspectos técnicos e curiosidades sobre o funcionamento de um crematório também foram apresentados durante a reportagem. “É confortante ver o cuidado e o carinho que os trabalhadores do segmento funerário têm com as pessoas falecidas e suas famílias. Conversei com o Afonso Marques, que é operador do forno ondas urnas e os corpos são incinerados, e fiquei admirado com a forma com que aquele profissional trabalha, com muita dignidade e empatia. Com certeza, essa foi uma das reportagens mais interessantes que produzimos para o canal Vim te Mostrar”, finaliza o jornalista.

Assista agora: https://youtu.be/7-a47TeZ-hM

Sobre o canal Vim te Mostrar

Até março de 2020, o jornalista Heberton Lopes era conhecido no mercado de comunicação e eventos apenas por estar à frente do Grupo Balo, agência responsável pela assessoria de imprensa de shows, festivais, artistas e empresas. Porém, logo no início da pandemia de Covid-19, quando a sua demanda de trabalho diminuiu, ele criou o canal Vim te Mostrar, no YouTube. A intenção era ter de volta o “lado repórter” do profissional, que atuou em veículos de comunicação antes de se tornar assessor de imprensa.

O canal, que já está com mais de 57 mil inscritos, foi crescendo e trazendo pautas curiosas que começaram a conquistar o gosto do público, como a história do Viaduto das Almas, a série de lendas urbanas e as reportagens sobre preparação de corpos para o velório, que foram um marco para o Vim te Mostrar.

Para assistir aos vídeos do canal Vim te Mostrar, acesse www.youtube.com/vimtemostrar.

Curta o @vimtemostrar no Facebook: www.facebook.com/vimtemostrar.

Siga o @vimtemostrar no Instagram: www.instagram.com/vimtemostrar


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://sosnoticias.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp