02/04/2022 às 09h55min - Atualizada em 03/04/2022 às 00h00min

Capital paulista faz campanha de prevenção do câncer bucal

Entre os principais fatores de risco para esse tipo de câncer estão o tabagismo, o consumo de álcool, a exposição solar, o vírus HPV e antecedentes familiares.

SALA DA NOTÍCIA Agência Brasil
https://agenciabrasil.ebc.com.br/saude/noticia/2022-04/capital-paulista-faz-campanha-de-prevencao-do-cancer-bucal

Até o dia 16 de maio, todos os moradores da capital paulista que forem se vacinar contra o vírus Influenza, causador da gripe, serão direcionados ao atendimento bucal da Unidade Básica de Saúde (UBS) para realização de exame da cavidade oral, feito por um cirurgião-dentista. A ação faz parte de uma campanha de prevenção e diagnóstico precoce do câncer bucal, desenvolvida pela Secretaria Municipal da Saúde.



O câncer bucal é um tumor maligno que acomete as estruturas da cavidade oral, como língua, região abaixo da língua, lábios, gengivas, bochechas e região do céu da boca. A doença pode afetar ambos os sexos, mas é mais frequente em homens com idade a partir dos 40 anos.



Segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), para cada ano do triênio 2020-2022, estima-se que o número de novos casos de câncer bucal no Brasil seja de 11.200 em homens e de 4.010 em mulheres. As regiões Sudeste e Sul apresentam as maiores taxas de incidência e de mortalidade da doença.



Entre os principais fatores de risco para o câncer bucal estão o tabagismo, o consumo de álcool, a exposição solar, o vírus HPV (sigla em inglês para papilomavírus humano) e antecedentes familiares. A prevenção consiste em bons hábitos alimentares, de higiene bucal e uso de filtro solar. Se a pessoa notar o aparecimento de lesões (feridas) em lábios ou na cavidade oral, que não cicatrizam por mais de 15 dias, com crescimento ou com sangramento, a recomendação é de que um cirurgião-dentista seja procurado o quanto antes.



Se durante a consulta com o dentista da UBS forem verificadas alterações, os cidadãos terão continuidade no atendimento e deverão retornar em data agendada pela unidade para reavaliação e encaminhamento a um Centro de Especialidade Odontológica (CEO), se necessário. Se houver suspeita de malignidade, o paciente deverá ter exame marcado com o estomatologista do CEO, sem necessidade de aguardar a reavaliação. No CEO são realizadas as biópsias e, se confirmado o diagnóstico de câncer, é feito o encaminhamento imediato para tratamento na rede municipal.



Casos em São Paulo



De acordo com a Secretaria de Saúde, em 2020 passaram por biópsia 209 casos com resultado positivo. Desses, 72% eram do sexo masculino e 61% tinham idade igual ou superior a 60 anos; 77,5% dos pacientes informaram já terem sido fumantes e 57% ingeriram bebida alcoólica. A língua foi a região acometida em 40% dos casos, seguida do assoalho bucal (19%) e lábios (16%).



Em 2021, foram 231 casos identificados, sendo que 83,5% dos pacientes eram do sexo masculino e 57% tinham idade igual ou superior a 60 anos; 82% já foram fumantes e 66% já ingeriram bebida alcoólica. A língua foi acometida em 37% dos casos, seguido do palato (16%) e do lábio (15%).



As equipes de saúde bucal da UBS também orientam os pacientes sobre a importância de ações preventivas, como higienização dos dentes e próteses, autoexame bucal, autocuidado, dieta equilibrada e consequências negativas do fumo, consumo de álcool, prótese mal adaptada, entre outros.




Fonte: agenciabrasil.ebc.com.br
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://sosnoticias.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp