18/04/2022 às 17h24min - Atualizada em 18/04/2022 às 17h16min

Vinícius de Lima Neves Brasília: Ransomware, conheça o perigo

SUAIMPRENSA - sosnoticias.com.br
Divulgação
 

Vinícius de Lima Neves Brasília se trata de um empresário preocupado com a segurança de empresas, fala um pouco mais sobre ameaças na internet.

Ransomware é um malware que emprega criptografia para manter as informações da vítima como resgate.

Os dados críticos de um usuário ou organização são criptografados para que não possam acessar arquivos, bancos de dados ou aplicativos.

Um resgate é então exigido para fornecer acesso. O ransomware geralmente é projetado para se espalhar por uma rede e visar bancos de dados e servidores de arquivos, podendo, assim, paralisar rapidamente uma organização inteira.

É uma ameaça crescente, gerando bilhões de dólares em pagamentos a cibercriminosos e causando danos e despesas significativos para empresas e organizações governamentais.

Vinícius de Lima Neves Brasília: Como funciona um Ransonware?

Ransomware usa criptografia assimétrica. Esta é a criptografia que usa um par de chaves para criptografar e descriptografar um arquivo.

O par de chaves público-privado é gerado exclusivamente pelo invasor para a vítima, com a chave privada para descriptografar os arquivos armazenados no servidor do invasor.

O invasor disponibiliza a chave privada para a vítima somente após o pagamento do resgate, embora, como visto em campanhas recentes de ransomware, esse nem sempre seja o caso.

Sem acesso à chave privada, é quase impossível descriptografar os arquivos que estão sendo mantidos para resgate.

Existem muitas variações de ransomware. Muitas vezes, o ransomware (e outros malwares) é distribuído usando campanhas de spam por e-mail ou por meio de ataques direcionados.

O malware precisa de um vetor de ataque para estabelecer sua presença para os empreendedores. Depois que a presença é estabelecida, o malware permanece no sistema até que sua tarefa seja realizada.

Após uma exploração bem-sucedida, o ransomware descarta e executa um binário malicioso no sistema infectado. Esse binário pesquisa e criptografa arquivos valiosos, como documentos do Microsoft Word, imagens, bancos de dados e assim por diante. O ransomware também pode explorar vulnerabilidades do sistema e da rede para se espalhar para outros sistemas e possivelmente para organizações inteiras.

Depois que os arquivos são criptografados, o ransomware solicita que o usuário pague um resgate dentro de 24 a 48 horas para descriptografar os arquivos, ou eles serão perdidos para sempre. Se um backup de dados não estiver disponível ou esses backups forem criptografados, a vítima terá que pagar o resgate para recuperar arquivos pessoais.

Sobre o autor

Vinícius de Lima Neves Brasília se trata de um jovem empresário especialista no ramo de tecnologias, após muitos anos Vinícius teve a iniciativa de abrir um blog pessoal.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://sosnoticias.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp